Fluxos migratórios, comunicação e cidadania: vivências de imigrantes LGBT na cidade de São Paulo

Hadriel Theodoro, Denise Cogo

Resumo


O trabalho objetiva refletir acerca das experiências de vida de imigrantes lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros que residem no Brasil, mais especificamente, na cidade de São Paulo. O enfoque recai sobre as dinâmicas comunicacionais e sua relação com o exercício da cidadania por parte desses/as imigrantes. Para tanto, tomamos como objeto empírico suas próprias vivências, acessadas por meio de narrativas autobiográficas. Apresentamos e analisamos aqui os relatos de uma mulher lésbica americana e de uma mulher transgênero finlandesa. No que concerne aos procedimentos metodológicos, eles estão pautados na realização de entrevistas semiestruturadas e em uma análise textual, orientada pela análise do discurso de linha francesa. Os apontamentos principais problematizam as discriminações, precariedades e violências a pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros em nosso país, as (in)visibilidades presentes no processo migratório e as questões de cidadania aí englobadas.


Palavras-chave


Imigrantes LGBT. Fluxos migratórios. Comunicação. Cidadania.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201944.57-73



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)