Texto autopromocional e suas possibilidades interpretativas

Autores

  • Gabriel Souza Universidade Federal de Santa Maria
  • Maria Lília Dias de Castro Universidade Federal de Santa Maria
  • Fernanda Sagrilo Andres Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583201637.329-348

Palavras-chave:

Comunicação televisual. Semiótica discursiva. Texto autopromocional. Paratextualidade. Intertextualidade.

Resumo

O presente trabalho, recorrendo ao aporte teóricometodológico da semiótica discursiva, propõe-se a refletir sobre a estreita relação entre televisão/publicidade, dando atenção especial aos textos produzidos por uma emissora para valorizar o próprio fazer, naquilo que se denomina discurso autopromocional. Nessa ótica, com a base teórica indicada, o estudo prioriza a reflexão em torno do entendimento acerca do sentido e da significação desses textos, incluindo, além da especificidade do texto em exame, o olhar relacional com outros textos e seu modelo, e o entendimento da instância enunciativa e do contexto que lhe serve de fundo. Essa constatação permite recuperar a classificação adotada pelo Grupo de Pesquisa em Comunicação Televisual, que vê a análise, respectivamente, na perspectiva de uma intra, inter e paratextualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Souza, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Graduação em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Franciscano (2013) e Mestrado em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação Midiática - Linha: Mídia e Estratégias Comunicacionais da Universidade Federal de Santa Maria (2015). Atualmente é Doutorando do mesmo programa - Linha: Mídia e Identidades Contemporâneas. Integrante do Grupo de Pesquisa em Comunicação Televisual/UFSM. Pesquisa a comunicação, em especial a televisão e seus desdobramentos no atual contexto midiático,trabalhando, sobretudo, com a teoria semiótica greimasiana.

Maria Lília Dias de Castro, Universidade Federal de Santa Maria

Graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1968), mestrado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981), doutorado em Letras pela Universidade de São Paulo (1990) e pós-doutorado em Comunicação (Televisão e publicidade) pela Universidade de Paris 3, Sorbonne Nouvelle (2006). Coordenação da pesquisa "A utilização estratégica da função promocional na televisão comercial brasileira", desenvolvida no âmbito do PPGCom/UFSM. Coordenação da pesquisa "Comunicação Televisual" - COMTV, integrante dos grupos de pesquisa do CNPq (versão 20/11/2009). Dentro da Comunicação, tem experiência em análise semiótica e discursiva, no tratamento de questões que envolvam o eixo da produção e do discurso, atuando especificamente com temas direcionados às áreas da publicidade, da televisão e, mais recentemente, das novas plataformas digitais. 

Fernanda Sagrilo Andres, Universidade Federal de Santa Maria

Possui Graduação em Comunicação Social - Relações Públicas pela Universidade de Cruz Alta (2007), Especialização em Docência Universitária pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus Santiago (2011) e Mestrado em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação Midiática - Linha: Mídia e Estratégias Comunicacionais da Universidade Federal de Santa Maria (2012). Atualmente é doutoranda pelo mesmo programa e professora no curso de Relações Públicas da Universidade Federal do Pampa.

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

Souza, G., M. L. Dias de Castro, e F. Sagrilo Andres. “Texto Autopromocional E Suas Possibilidades Interpretativas”. Intexto, nº 37, dezembro de 2016, p. 329-48, doi:10.19132/1807-8583201637.329-348.

Edição

Seção

Artigos