Processos de midiatização e formas de vida: humanos, robôs e histórias de paixão

Kati Caetano, Sandra Fischer

Resumo


O texto tem o propósito de examinar os modos pelos quais o envolvimento afetivo entre homens e máquinas vêm sendo discutido em produtos culturais midiáticos, visando identificar e analisar as diferenças entre tais apropriações, e, sobretudo, suas consequentes transformações em formas de vida que legitimam ou polemizam esse fenômeno de sensibilização nos processos de midiatização em que se materializam. Para tanto, são abordados filmes, séries televisivas e matérias jornalísticas, com o intuito de perceber a passagem do debate da esfera da ficção para o micro-universo da informação e da opinião pública, mo-mento que o estatuto de ficção-científica adentra a ambiência midiática jornalística como forma de vida atualizada.

Palavras-chave


Relações homem-máquina. Midiatização. Produtos culturais midiáticos. Formas de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201637.349-368



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)