A cidade na civilização midiática avançada: glocalização, dromocratização e transpolitização da experiência urbana contemporânea

Eugênio Trivinho

Resumo


O artigo explora três dos processos vetoriais mais importantes da profunda mutação antropológica da vivência da cidade: o glocal , a dromocracia e a transpolítica , bem como os seus derivativos, a glocalização e a dromocratização da existência individual e coletiva e a transpolitização das tendências do social contemporâneo. Moduladores heterodoxos da experiência urbana – ainda pouco explorados pela reflexão teórica –, tais processos matriciais, ao pressuporem, no centro da questão, as tecnologias e redes comunicacionais (de massa e interativas), explicam, por sua vez, três dos fenômenos mais importantes (e impressionantes) em relação à cidade (como invenção social-histórica e equipamento urbanístico e arquitetônico legado) e à vivência atual do environment citadino: a) a reinvenção do espaço no contexto de acesso às redes de comunicação [ glocalização fractalizada do território ], b) a conversão da cidade em fluxos de passagem (por espelhamento no tráfego de informações nas redes) [ dromocratização urbana ] e c) o despovoamento dos logradouros da cidade – lugar por excelência da ação política e do sujeito coletivo – em prol de novos redutos de sociabilidade urdidos e engalanados por forte concentração publicitária e comercial ( transpolítica do desinvestimento no social herdado ).


Palavras-chave


Civilização mediática. Cidade glocal.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)