Debate público e identidades coletivas: a representação de moradores de favela na produção cultural da televisão brasileira

Simone Maria Rocha

Resumo


O propósito deste artigo é discutir sobre as possibilidades que a televisão brasileira pode oferecer na contribuição para o debate público e para a construção de identidades coletivas, indo além do que é tradicionalmente veiculado no jornalismo. Queremos evidenciar e argumentar que outras produções e gêneros mediáticos podem, sim, possuir conteúdo político e promover reflexões e discussões de assuntos e temas de natureza e interesse coletivos, ao apresentar novas temáticas, interesses e formas de intercâmbio, inclusive daqueles sujeitos que sofrem exclusão social e falta de reconhecimento. A partir de material já analisado, este texto traz um exemplo empírico, qual seja, a minissérie Cidade dos Homens , exibida pela Rede Globo desde 2002.


Palavras-chave


Debate público. Representação. Moradores de favela.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)