A representação das classes sociais nas telenovelas: um estudo de codificação e decodificação

José Glaydson Pereira de Souza, Cláudio Cardoso

Resumo


O que é ser pobre? E rico? Como avançar de uma classe a outra? Quais as percepções da mídia acerca das classes sociais? Estas são algumas das inquietações que levaram Veneza V. M. Ronsini a pesquisar como as telenovelas elaboram, em suas narrativas, concepções de classe e da desigualdade social. As telenovelas – há mais de quatro décadas – fazem parte do cotidiano dos telespectadores tratando, na maioria das vezes, a condição social dos personagens desvinculada das conjunturas política e econômica. Desse modo, a hipótese desta obra é de que as tramas naturalizam as desigualdades sociais, justificando a ascensão da pobreza pela ideologia do mérito pessoal. Mas de que forma o público depreende essas representações? Eis o foco da investigação de A Crença no Mérito e a Desigualdade: a recepção da telenovela no horário nobre (RONSINI, 2012).


Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)