Práticas de comunicação e desenvolvimento cognitivo na cibercultura

Fátima Regis Oliveira

Resumo


A cibercultura potencializa práticas de comunicação que exigem refinamento cognitivo. O texto expõe como as ciências cognitivas ampliaram a noção de cognição, incluindo corpo, objetos técnicos e interações sociais para demonstrar que: 1) a cognição não se reduz aos processos de níveis superiores do intelecto humano e 2) o sistema de mídias, em vez de embotar, tem potencial para ativar diferentes habilidades cognitivas.


Palavras-chave


Tecnologias de Comunicação. Cognição. Cibercultura.

Texto completo:

PDF




 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)