A experiência singular dos jogos digitais: o videogame em suas potencialidades estéticas

Filipe Alves de Freitas, Carlos Magno Camargos Mendonça

Resumo


Como partícipe do debate difuso e polêmico sobre a legitimação artística do video game, este artigo propõe a hipótese de que a análise das potencialidades estéticas dos jogos digitais requer uma perspectiva que conceba a experiência estética como uma questão relacional, e ensaia a aplicação do sistema teórico proposto pelo filósofo pragmático John Dewey a dois jogos casuais, visando demonstrar a possibilidade de perceber outras dimensões que não a narrativa como âmbito da expressão das obras.


Palavras-chave


Jogos Digitais. Experiência Estética.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)