Da oralidade à narrativa: o caso do livro sagrado dos indígenas Sateré-Mawé da Amazônica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.109699

Palavras-chave:

Oralidade, Narrativa, Literatura, Sateré-Mawé/AM, Amazônia

Resumo

O objetivo foi (i) caracterizar o processo narrativo e comunicacional, nascido da oralidade, de uma obra sagrada, de referência do Sateré-Mawé, e (ii) realizar leituras interpretativas e análises dos textos do livro, com análise de conteúdo, considerando a comunicação oral e o discurso. Esses dois pontos estão descritos nos títulos “Abordagem Teórica” e na seção “Resultados e Discussão”. A apresentação da mitologia dos Sateré-Mawé é clara na sua concepção histórica, pois no Sehaypóri…, que significa “coleção de mitos”, o que se enfatizou foram os símbolos e a forma como este povo construiu as suas memórias no passado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Albuquerque, Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas

Professor da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas. Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia da Ufam.

Fabrício Vasconcelos

Professor com licenciatura e bacharelado em Letras Lingua Francesa pela Universidade do Amazonas (UFAM).

Flávia Roberta Busarello, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP

Doutoranda do Programa de Estudos Pós-graduados em Psicologia Social da PUC/SP. Bolsista do CNPq fez doutorado sanduíche com bolsa CAPES/PDSE na Universidad de Salamanca (USAL)

Publicado

2021-08-30

Como Citar

Albuquerque, R., F. Vasconcelos, e F. R. Busarello. “Da Oralidade à Narrativa: O Caso Do Livro Sagrado Dos indígenas Sateré-Mawé Da Amazônica”. Intexto, nº 52, agosto de 2021, p. 109699, doi:10.19132/1807-8583202152.109699.

Edição

Seção

Artigos