A série e o Sonho Americano. Nostalgia e sobrevivência de um imaginário suburbano.

Ariel Gómez Ponce

Resumo


Na memória americana, a vida nos subúrbios continua sendo um contexto de prosperidade, fundamental para aquele imaginário conhecido como sonho americano. Não obstante, é um cenário idílico que as séries televisivas vêm questionando desde o próprio florescimento desse modo de viver. Este artigo propõe um estudo de ficções de meados do século passado que foram aplicadas a uma leitura disfuncional do sonho americano: ou seja, narrativas que conseguiram ilustrar os lados opostos da homogeneização e da padronização, revelando a ordem do cotidiano como um simulacro precário. No entanto, são motivos ideológicos que as produções mais contemporâneas parecem reler como uma "nostalgia": categoria que a teoria de Fredric Jameson desenvolve para desafiar formas artísticas onde as ideias do passado são elaboradas alegoricamente, como imagens. resíduos sobre os quais o presente impõe outra linha de significação. A proposta argumentará que as chaves para essa nostalgia devem ser rastreadas até o processo de suburbanização do pós-guerra, um enclave que não pode ser pensado fora de um capitalismo tardio incipiente cuja reprodução serial planejou tanto um projeto urbano quanto a conformação de subjetividades. Em diálogo com as contribuições de Jameson, o artigo pretende mostrar como, desde o início, a televisão de massa funcionou não apenas como um modo de produção estética, mas também como uma instituição social com força crítica.


Palavras-chave


TV series; American sonho; Suburban Imaginary; Fredric Jameson; Nostalgia

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.100603



 

Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

 

 Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

 Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)