[1]
J. Percego, «O REGISTRO DE PALAVRÕES EM TRÊS DICIONÁRIOS BRASILEIROS: INDÍCIOS DE POLISSEMIA E DE PROCESSOS MORFOSSINTÁTICOS GERADORES DE SENTIDO», DT, n.º 18, pp. 63–72, nov. 2020.