Evidências de validade da versão brasileira do Cancer Behavior Inventory - Brief Version

Autores

  • Cláudia Jeane Lopes Pimenta
  • Thaíse Alves Bezerra
  • Cleane Rosa Ribeiro da Silva
  • Kaisy Martins de Albuquerque Madruga
  • Tatiana Ferreira da Costa
  • Rômulo Lustosa Pimenteira de Melo
  • Kátia Neyla de Freitas Macedo Costa

Resumo

Objetivo: Analisar as evidências de validade da versão brasileira do Cancer Behavior Inventory - Brief Version.
Método: Estudo metodológico, realizado entre os meses de novembro e dezembro de 2021, com 140 pacientes em tratamento oncológico hospitalar em João Pessoa, Paraíba, Brasil. Foram realizadas análises psicométricas na versão adaptada, mediante a análise fatorial exploratória e correlação com constructos correlacionados.
Resultados: Evidenciou-se um modelo de 2 fatores e 10 itens. A variância acumulada explicou cerca de 61% da variância compartilhada dos itens. Foram observados valores satisfatórios para os fatores nas análises de confiabilidade composta (0,89 e 0,91, respectivamente), consistência interna (0,86 e 0,91, respectivamente) e ORION (0,89 e 0,85, respectivamente). Evidenciaram-se as correlações esperadas da autoeficácia com a qualidade de vida (convergente) e com a ansiedade e depressão (divergente).
Conclusão: A versão brasileira do instrumento mostrou evidências de validade, sendo considerada como confiável para avaliar a autoeficácia dos pacientes em tratamento oncológico.
Descritores: Autoeficácia. Oncologia. Estudo de validação. Reprodutibilidade dos testes. Pesquisa metodológica em enfermagem

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2024-01-15

Como Citar

1.
Lopes Pimenta CJ, Alves Bezerra T, Rosa Ribeiro da Silva C, Martins de Albuquerque Madruga K, Ferreira da Costa T, Lustosa Pimenteira de Melo R, Neyla de Freitas Macedo Costa K. Evidências de validade da versão brasileira do Cancer Behavior Inventory - Brief Version. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 15º de janeiro de 2024 [citado 13º de abril de 2024];45. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/138003

Edição

Seção

Artigos Originais