Sobrecarga e sintomas psicológicos em cuidadores informais de idosos na pandemia da COVID-19

Autores

  • Giuliana Duarte de Oliveira da Silva
  • Gabriela Martins
  • Luana Aparecida da Rocha
  • Mariane Teixeira Machado
  • Henrique Pott Junior
  • Aline Cristina Martins Gratão

Resumo

Objetivo: Avaliar sobrecarga e sintomas psicológicos dos cuidadores informais de idosos durante a pandemia da COVID-19.

Método: Estudo transversal com 50 cuidadores do Ambulatório de Gerontologia do interior de São Paulo, avaliados em 2021 via teleconsulta pela Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão e Entrevista de Sobrecarga de Zarit. A Regressão multivariada de Poisson foi aplicada nos escores dos dois instrumentos em função do conjunto de características dos participantes.

Resultados: Destacaram-se os sintomas psicológicos nos cuidadores com maior tempo em exercício (p=0,01; p=0,001) e que viviam no mesmo ambiente que o idoso (p=0,04; p=0,02). A sobrecarga associou-se com sua idade (p<0,001) e morar junto ao idoso (p=0,001).

Conclusão: Urgem intervenções atenuantes dos sintomas psicológicos e de sobrecarga nos cuidadores com idade avançada, que residem junto ao idoso e desempenham a função há maior tempo.

Palavras-chave: Idoso. Cuidadores. Depressão. Ansiedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-11-21

Como Citar

1.
Giuliana Duarte de Oliveira da Silva, Gabriela Martins, Luana Aparecida da Rocha, Mariane Teixeira Machado, Henrique Pott Junior, Aline Cristina Martins Gratão. Sobrecarga e sintomas psicológicos em cuidadores informais de idosos na pandemia da COVID-19. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 21º de novembro de 2022 [citado 2º de março de 2024];43(ESP). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/128590