Avaliação da fadiga e da qualidade de vida de pacientes com câncer colorretal em quimioterapia

Autores

  • Rafaela Costa Silva
  • Michele Carla Gonçalves
  • Amanda Silva Mendes
  • Mariana Rosa Ribeiro Cardoso
  • Adriana Cristina Nicolussi

Resumo

Objetivo: Avaliar a fadiga e a qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes com câncer colorretal em quimioterapia.
Método:estudo descritivo, realizado com 69 pacientes entre janeiro a setembro/2019, em um hospital público de Minas Gerais. Instrumentos utilizados: questionário sociodemográfico e clínico, Quality of Life Questionnaire-Core30 e Escala de Fadiga de Piper, analisados segundo medidas de frequência, média e desvio padrão pelo softwarePSPP.
Resultados: A maioria era mulheres, acima de 60 anos, casadas, aposentadas, donas de casa, com médio nível de escolaridade. Os escores de estado geral de saúde, das funções social, física, emocional e desempenho de papel foram considerados satisfatórios (médias 50-70), da função cognitiva foi boa (média>70); sintomas mais prevalentes foram perda de apetite, fadiga, dor e insônia. Quanto à fadiga, todas as dimensões tiveram média <4, considerado fadiga leve.
Conclusão: A qualidade de vida apresentou escores satisfatórios e a fadiga foi classificada como leve nos pacientes em quimioterapia.

Palavras-chave: Neoplasias colorretais. Qualidade de vida. Fadiga. Tratamento
farmacológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-08-18

Como Citar

1.
Rafaela Costa Silva, Michele Carla Gonçalves, Amanda Silva Mendes, Mariana Rosa Ribeiro Cardoso, Adriana Cristina Nicolussi. Avaliação da fadiga e da qualidade de vida de pacientes com câncer colorretal em quimioterapia. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 18º de agosto de 2022 [citado 27º de março de 2023];43. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/126642

Edição

Seção

Artigos Originais