[1]
J. Rückert, “O BGB – um código que não teve oportunidade?”, Rev. Fac. Dir. UFRGS, vol. 1, nº 34, ago. 2016.