[1]
Paro, V.H. 2011. José Querino e o paradoxo da Administração Escolar. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação. 23, 3 (mar. 2011). DOI:https://doi.org/10.21573/vol23n32007.19150.