Influência da precipitação pluviométrica nas características espectrais e limnológicas do reservatório Dona Francisca e do Lago Guaíba, Rio Grande do Sul.

Autores

  • Rosana Corazza Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Waterloo Pereira Filho Universidade Federal de Santa Maria
  • Luis Alberto Basso Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-0003.49925

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto, precipitação pluviométrica, variáveis limnológicas, espectros de reflectância

Resumo

O regime das precipitações pluviométricas influencia de forma direta as características da água. A chuva atua como agente erosivo nas bacias hidrográficas, transportando materiais orgânicos e inorgânicos para o interior de rios, lagos e reservatórios. Desta forma, alterações no regime das chuvas, na intensidade dos ventos e na temperatura do ar decorrentes de fenômenos como El Niño e La Niña, podem alterar o transporte e deposição de materiais, o nível da água, dentre outros elementos. Á água, enquanto elemento vital, precisa ser monitorada e estudada constantemente. Uma das tecnologias para o monitoramento dos recursos hídricos que tem sido utilizada com uma frequência cada vez maior é o sensoriamento remoto, tanto em nível orbital quanto terrestre. Tendo em vista estes aspectos, este trabalho objetivou avaliar as alterações nas características da água em três situações climáticas distintas: na ocorrência de El Niño, La Niña e de normalidade climática. Foram avaliadas as características limnológicas e espectrais de dois corpos hídricos: o reservatório de Dona Francisca (em um ano de El Niño) e o Lago Guaíba (em anos de La Niña e de neutralidade). O reservatório Dona Francisca situa-se na região central do Rio Grande do Sul e foi construído no rio Jacuí para a geração de energia elétrica. O Lago Guaíba, por sua vez, situa-se na região leste do Rio Grande do Sul e é formado pelo deságue dos rios Jacuí, Gravataí, Sinos e Caí. O Lago Guaíba é a principal fonte de abastecimento de água para o município de Porto Alegre, servindo também para navegação e prática de esportes náuticos. Os trabalhos de campo foram realizados em outubro de 2009 no reservatório Dona Francisca e em março de 2011/ maio de 2012, no Lago Guaíba. Procedeu-se com a coleta de dados limnológicos (clorofila-a, total de sólidos em suspensão, transparência da água, profundidade da coluna d’água, entre outros) em 22 pontos amostrais distribuídos equidistantemente na superfície do reservatório Dona Francisca e em 16 pontos amostrais no Lago Guaíba, estes localizados às margens da área urbana de Porto Alegre e nas proximidades da área urbana do município de Guaíba. Nos pontos amostrais também foram coletados espectros de refletância da água com auxílio do espectrorradiômetro FieldSpec® HandHeld, os quais passaram por uma suavização e pela derivação de primeira ordem no software SAMS, sendo posteriormente correlacionados com as variáveis limnológicas. Constatou-se que a ocorrência dos fenômenos El Niño e La Liña influencia de forma significativa nas características da água, alterando a transparência e concentração das variáveis limnológicas. Todavia, mostrou-se importante avaliar a precipitação pluviométrica e a intensidade dos ventos nos 30 dias que antecedem os trabalhos de campo. Em relação às técnicas de análise dos espectros de reflectância, verificou-se que a análise derivativa potencializou a extração de informações em relação aos espectros originais, permitindo ressaltar feições de absorção e espalhamento característicos dos constituintes oticamente ativos da água. Conclui-se que a avaliação dos elementos climáticos é fundamental para a compreensão das características limnológicas e espectrais de um corpo hídrico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Corazza, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Geografia (UFSM, 2008). Mestre em Geografia (UFSM, 2010). Doutoranda em Geografia (UFRGS), linha de pesquisa "Análise Ambiental".

Downloads

Publicado

2013-11-10

Edição

Seção

Artigos