[1]
E. B. Duarte, “No total, menos: a simplicidade como opção narrativa”, IT, nº 37, p. 313–328, dez. 2016.