[1]
F. Jost, “Pode-se falar de televisão cultural?”, IT, nº 23, p. 223–237, dez. 2010.