Hirakata, V. N. (2009) “Estudos Transversais e Longitudinais com Desfechos Binários: qual a melhor medida de efeito a ser utilizada?”, Clinical and Biomedical Research, 29(2). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/9737 (Acessado: 25junho2022).