Dos Mortos e sua volta: biografia e família na literatura espírita.

Sandra Jacqueline Stoll

Resumo


DOS MORTOS E SUA VOLTA: BIOGRAFIA E FAMÍLIA NA LITERATURA ESPÍRITA


O propósito deste artigo é discutir representações sobre a morte a partir de produção narrativa gerada por meios mediúnicos. No universo religioso kardecista é corrente a idéia de continuidade da vida após a morte, tema largamente difundido por meio de sua literatura doutrinária. Dentre os vários gêneros utilizados para sua divulgação, o presente trabalho toma como objeto de análise a chamada “literatura de consolação”, rótulo que designa “mensagens dos mortos”, mediunicamente produzidas, tendo por finalidade o consolo de familiares. Estas circulam sob a forma de panfletos ou coligidas em livros. Trata-se de rico material para se problematizar a noção de pessoa e biografia: fazendo da morte o seu ponto de partida, estas “mensagens” reinventam não apenas a temporalidade, como a própria noção de vida. Também permitem apreender a noção espírita de família.

Palavras-chave: Espiritismo – morte – biografia – família

Palavras-chave


Espiritismo, morte e família

Texto completo:

PDF Resumo


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8136.8142



Direitos autorais

Porto Alegre: UFRGS, IFCH, PPGAS, 1997 – Semestral - ISSN 1519-843X – ISSN 1982-8136 (eletrônico) Os conteúdos de Debates do NER estão licenciados em CC BY.