Chamada Aberta para Dossiê Temático: Por que e para que viajam as artes cênicas?

2022-04-01

A Revista CENA [http://seer.ufrgs.br/cena] é um periódico eletrônico do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, de acesso livre e revisão por pares, sem taxas de submissão ou publicação.

O presente Dossiê, nesta edição da Revista CENA, foi proposto pela Comissão Organizadora do evento descrito abaixo, formada por integrantes do Grupo de Trabalho História das Artes do Espetáculo (GT-HAE), que pertence à Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas (ABRACE). O GT-HAE realizará nos dias 30 e 31 de agosto de 2022 um encontro dedicado a problematizar a seguinte questão: — “Por que e para que viajam as artes cênicas?”

 Esse evento remoto será realizado por plataforma online, e é extensivo à toda comunidade universitária e artística, contando com a presença de um grupo de palestrantes convidadas. Sendo, substancialmente, destinado aos pesquisadores da área de Artes Cênicas, o evento contará com a adesão de pesquisadores de outras Áreas afins. Com esta proposta, o GT-HAE busca promover um balanço acerca dos conhecimentos e reconhecimentos das variadas clivagens (políticas, éticas, étnicas, sociais, culturais, de gênero, dentre outras) que marcaram e ainda marcam as Artes Cênicas em viagem.

Nesse evento serão apresentados e discutidos deslocamentos atinentes às artes circenses, às artes coreográficas, ao teatro dito dramático e performativo. Conclui-se, ainda que provisoriamente, que inúmeras são as razões e variados os objetivos evocados por agentes criativos, empresários teatrais, atores culturais, instituições de difusão e promoção cultural para darem sentido ou justificarem as artes cênicas em viagem.

O evento promovido pelo GT-HAE proporcionará assim uma reflexão múltipla sobre as motivações, os objetivos, os trajetos, e as consequências dessas viagens empreendidas pelas Artes Cênicas no interior do Brasil ou no mundo globalizado.

São variados os objetivos alegados para dar sentido ou justificar as Artes Cênicas em viagem: propagar a Fé e o Império, a Civilização e o Progresso, ou, ao contrário, fazer frente ao seu avanço saindo em busca de tradições culturais ditas exóticas como a experiência de Antonin Artaud no México. Viagens alucinadas e alucinantes promovidas pelo ópio, pelo haxixe, pelas drogas que acompanharam e acompanham aventuras imaginárias ou práticas criativas no âmbito das artes da cena também são aqui contempladas.

A presente chamada para colaborações no Dossiê, dirige-se a pesquisadoras/es brasileiras/os e estrangeiras/os, que venham a participar ou não do evento em questão. O escopo desta “chamada” é a seleção de 15 contribuições que venham a constituir uma reação à questão disparadora — “Por que e para que viajam as artes cênicas?”

 Nesse sentido, são propostos alguns tópicos de caráter orientacional para as submissões:

  1. A chegada e a partida: técnicas formativas e procedimentos criativos;
  2. A circulação contemporânea: entre o local e o global;
  3. A diáspora: contornos étnico-raciais do trajeto;
  4. A excursão tradutória e adaptativa: da letra à cena;
  5. A guerra fria e o papel das turnês artísticas;
  6. A instituição cultural: promoção do mercado simbólico;
  7. A itinerância do circo ontem e hoje;
  8. A migração de agentes criativos no interior do Brasil;
  9. A trajetória e a recepção de ideias teatrais;
  10. A turnê artística vista pela ficção: poesia, romance, teatro e cinema;
  11. A turnê teatral: negócio, política e repertório;
  12. A turnê transatlântica e a turnê interna;
  13. A viagem iniciática;
  14. Divas e divos: a circulação dos monstros da sagrada arte;
  15. Entre Cheganças e Embaixadas: os fluxos da cultura popular;
  16. Entre formas e gêneros: o escambo artístico-cultural;
  17. Eventos, trajetos e circuitos reais e imaginários;
  18. Alteridade teatral: modos de ser e criar com o outro;
  19. O corpo diaspórico: criação e insurgência;
  20. O festival das Artes Cênicas: dança, teatro, performance, formas animadas, circo;
  21. O lugar da América Latina na rota das turnês;
  22. O papel do artista emigrante/imigrante no teatro brasileiro;
  23. O passeio da biblioteca de Apolo e Dioníso;
  24. O problema das fontes e dos métodos historiográficos;
  25. O sotaque da fala e a nuança do corpo que viajam.

Além de textos para esse Dossiê, a Revista CENA aceita artigos de temáticas variadas. As demais submissões devem ser enviadas em qualquer data. Publicamos também entrevistas, ensaios, resenhas. O envio de todas as submissões deverá ser feito através da plataforma eletrônica da Revista CENA http://seer.ufrgs.br/cena

Aqui as diretrizes para autores https://seer.ufrgs.br/cena/information/authors