Uma proposta de análise para a estrutura verbal em Paumarí

Questões preliminares sobre causa e agentividade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.130498

Resumo

O artigo é uma análise preliminar de estruturas verbais em paumarí, língua indígena da família Arawá, descrita pelos missionários do Summer Institute of Linguistics (SIL).  Consideraram-se as estruturas descritas como causativas, marcadas com prefixo na- e sentenças intransitivizadas marcadas com sufixo -ha/-a. Foi proposto, utilizando-se o ferramental da Morfologia Distribuída, que a língua tem dois tipos de estruturas causativas, uma produtiva, marcada, e outra não marcada, porém marcada na anticausativa com o sufixo -ha, reinterpretando a marcação intransitivzadora em anticausativa, quando na presença de sujeito tema. Quando na presença de sujeito agente, o sufixo -ha é um categorizador verbal inergativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-10-05

Como Citar

DUARTE-BORGES, G. A. Uma proposta de análise para a estrutura verbal em Paumarí : Questões preliminares sobre causa e agentividade. Cadernos do IL, [S. l.], n. 65, p. 113–149, 2023. DOI: 10.22456/2236-6385.130498. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/130498. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos de estudos linguísticos