Variação no uso da morfologia do modo subjuntivo e indicativo em documentos maranhenses escritos no século XIX

Autores

  • Wendel Santos Universidade Federal do Maranhão
  • Laine Barros Fortes Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.129877

Resumo

Este trabalho analisa a variação no uso da morfologia do indicativo e do subjuntivo em orações subordinadas substantivas, extraídas de documentos escritos no Maranhão, no século XIX. A hipótese é a de que a utilização da morfologia do indicativo, no lugar do subjuntivo, explica o caráter composicional desse modo verbal (COMRIE, 1976; VERKUL, 1993; 1999), em que a noção de subjuntividade (SANTOS, 2015) estaria mais atrelada a outros elementos da sentença do que necessariamente à forma verbal da oração subordinada. Os dados coletados e codificados foram analisados no programa R (R CORE TEAM, 2022). Os resultados revelam que as variáveis verbo da oração principal, tempo verbal da oração principal e a presença de elementos de negação explicam a variação indicativo/subjuntivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-10-05

Como Citar

SANTOS, W.; FORTES, L. B. Variação no uso da morfologia do modo subjuntivo e indicativo em documentos maranhenses escritos no século XIX. Cadernos do IL, [S. l.], n. 65, p. 358–380, 2023. DOI: 10.22456/2236-6385.129877. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/129877. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos de estudos linguísticos