Nuances semânticas de reversão e negação canônica em formações verbais com o prefixo des-

Autores

  • Beatrice Monteiro Universidade Estadual do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.129870

Resumo

Neste artigo, buscamos analisar diferentes nuances semânticas que o prefixo des- pode assumir em formação verbais do português brasileiro sob a ótica da Morfologia Distribuída (HALLE; MARANTZ, 1993; MARANTZ, 1997). Nossa proposta é que esse prefixo introduz uma significação de negação e que as diferentes nuances semânticas expressas estão associadas às configurações estruturais nas quais esse prefixo pode ser utilizado. Propomos que quando o prefixo des- é anexado externamente ao categorizador verbal, tem-se uma leitura de negação canônica. Defendemos, ainda, assumindo uma perspectiva decomposicional da significação verbal (RAMCHAND, 2008), que esse prefixo pode concatenar-se ao estado final em uma estrutura de evento complexo, denotando uma nuance de reversão a partir da negação do estado resultante do evento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-10-05

Como Citar

MONTEIRO, B. Nuances semânticas de reversão e negação canônica em formações verbais com o prefixo des-. Cadernos do IL, [S. l.], n. 65, p. 246–272, 2023. DOI: 10.22456/2236-6385.129870. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/129870. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos de estudos linguísticos