Peixes de água doce não-nativos e os impactos sobre a ictiofauna nativa do Rio Grande do Sul, Brasil

Autores

  • Vinicius de Araújo Bertaco Museu de Ciências Naturais, SEMA/RS https://orcid.org/0000-0002-3919-6042
  • Marco Aurélio Azevedo Museu de Ciências Naturais, SEMA/RS
  • Luiz Roberto Malabarba Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Neste estudo, são apresentadas 19 espécies de peixes não nativas registradas para as bacias hidrográficas de água doce do estado do Rio Grande do Sul com base em registros de coleções científicas e artigos científicos. Dez dessas espécies são originárias da África, América do Norte, Ásia e Europa - Clarias gariepinus, Coptodon rendalli, Ctenopharyngodon idella, Cyprinus carpio, Hypophthalmichthys molitrix, Hypophthalmichthys nobilis, Ictalurus punctatus, Micropterus salmoides, Oncorhynchus mykiss e Oreochromis niloticus. Sete espécies, apesar de serem nativas da bacia do rio Uruguai, foram introduzidas no sistema da laguna dos Patos - Hoplerythrinus unitaeniatus, Hoplias lacerdae, Pachyurus bonariensis, Piaractus mesopotamicus, Serrasalmus maculatus, Acestrorhynchus pantaneiro e Trachelyopterus lucenai -, sendo que essas duas últimas também foram registradas no sistema do rio Tramandaí. Outras duas espécies completam a lista, Megaleporinus macrocephalus, nativa da bacia do rio Paraguai, mas introduzida na bacia do rio Uruguai e sistema da Laguna dos Patos, e Pseudobunocephalus iheringii, nativa destas bacias e introduzida no sistema do rio Tramandaí. De cada espécie, são apresentadas as principais características, tais como taxonomia, morfologia, biologia, distribuição e impactos conhecidos. São fornecidas fotografias e as principais características distintivas de cada espécie, de modo a permitir a correta identificação, bem como mapas com a distribuição dos registros no estado. Por fim, é apresentado um breve histórico desde os primeiros registros no estado de espécies não nativas depositados em coleções científicas brasileiras até a atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-11-24

Como Citar

BERTACO, V. de A.; AZEVEDO, M. A.; MALABARBA, L. R. Peixes de água doce não-nativos e os impactos sobre a ictiofauna nativa do Rio Grande do Sul, Brasil. Bio Diverso, Porto Alegre, v. 3, n. 1, p. 1–80, 2023. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/biodiverso/article/view/127020. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Guia ilustrado da Fauna