Sustentabilidade, espaço urbano e complexidade

Pacelli Henrique Martins TEODORO

Resumo


No século XX, o espaço urbano passou a ser produzido a partir de mecanismos da crise ambiental, simbolizada pelos acréscimos de desperdícios e degradação dos recursos naturais. Com alicerce no método sistêmico, a sustentabilidade foi a proposta norteadora do ajuste urbano-ambiental, mas se tornou um mero artifício discursivo, com apropriações hegemônicas de cunho econômico. Logo esvaziada do próprio sentido, a sustentabilidade urbana precisa ser contextualizada na complexa relação sociedade-natureza, por meio de sua fundamentação teórica na produção do espaço urbano e adequação prática em indicadores. O princípio teórico da sustentabilidade é fundamentado nas funções sociais da propriedade e urbanísticas, bem como nas práticas de gestão, planejamento urbano, prestação de serviços e preservação do patrimônio. E o ensaio prático da sustentabilidade é adequado nos indicadores quantitativo-qualitativos, os quais fornecem um diagnóstico basilar da cidade pelas sobreposições de dados e informações, em caráter dinâmico, contraditório e específico.

Palavras-chave


Crise ambiental. Desenvolvimento sustentável. Método complexo. Produção do espaço urbano. Indicador.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.