Território da Pesca no Lago de Itaipu: estudo de caso da Colônia Z11

Autores

  • Graziele FERREIRA Unioeste-Francisco Beltrão
  • Edson Belo Clemente de SOUZA Unioeste- Francisco beltrão e Marechal Cândido Rondon-PR

Palavras-chave:

Território, Pescadores, Lago de Itaipu.

Resumo

 Este artigo tem como objetivo analisar a formação de um território que se convencionou chamar o “Território da pesca” no Lago de Itaipu/PR (Brasil), compreendendo especialmente os sujeitos pescadores e sua relação com o território a partir de um estudo de caso da Colônia Z11 de São Miguel do Iguaçu-PR. Sendo o território fruto de uma relação desigual de forças, percebe-se que a partir da formação do Lago de Itaipu, em 1982, formou-se um novo território repleto de conflitos, onde os pescadores artesanais vivem com seus costumes, lutas e divergências com os sujeitos que usam esse território. Metodologicamente, a análise abrange uma revisão bibliográfica sobre o território, a apreciação dos dados fornecidos pelo MPA (Ministério da Pesca e Aquicultura), Itaipu/UEM (Universidade Estadual de Maringá) e entrevistas realizadas com os pescadores.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Graziele FERREIRA, Unioeste-Francisco Beltrão

Mestranda em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste - Campus de Francisco Beltrão. Graduada em Geografia - Licenciatura (2007) - pela Uniguaçu/Faesi de São Miguel do Iguaçu-PR. Especialista em Geografia, Meio Ambiente e Sociedade (2010) pela Uniguaçu/Faesi especialista em Gestão Ambiental em Municípios (2011) pela UTFPR. Docente do Quadro Próprio do Magistério QPM, do Núcleo Regional de Educação de Foz do Iguaçu SEED/PR, e da Faculdade Uniguaçu/Faesi. Atua na Linha de Pesquisa Espaço, Território e Fronteira. 

Edson Belo Clemente de SOUZA, Unioeste- Francisco beltrão e Marechal Cândido Rondon-PR

Possui graduação em Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa/UEPG, Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina /UFSC, Doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/UNESP/PP e Pós-doutorado em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná/UNIOESTE (Graduação e Mestrados em Geografia/Campus de Francisco Beltrão - Área de Concentração: Produção do Espaço e Meio Ambiente e Campus de Mal. C. Rondon - Área de Concentração: Espaço de Fronteira: Território e Ambiente). Membro dos Grupos de Pesquisa: Grupo de Estudos Fronteiriços (GEF) (Líder) da Unioeste/Campus de Mal. C. Rondon e do Grupo Espaço Urbano e Produção do Território da UFMS/Campus de Três Lagoas. Parecerista Ad Hoc de diversos periódicos ranqueados. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Urbana e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: Planejamento Urbano e Regional, Fronteira, Indústria e Turismo. Coordenador do Laboratório de Estudos Regionais - LABER. Consultor Ad Hoc do Ministério de Educação e Cultura (Inep/Mec). Bolsista de Produtividade (PQ2) do CNPq (2013-2015). Pesquisador e consultor Ad Hoc do CNPq, da Fundação Araucária (FAP/PR), da Fundação de Amparo a Pesquisa do Espírito Santo (FAPES), da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Chapecó), da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), da Universidade Estadual de Feira de Santana e da Capes. Editor da Revista Perspectiva Geográfica - Unioeste/Campus de Mal. Cândido Rondon.

Downloads

Publicado

2014-05-14

Edição

Seção

Artigos