Campesinato, abordagem das capacitações e o pensamento de Amartya Sen: da crítica ao marxismo ao novo paradigma do desenvolvimento.

Autores

  • André Souza MARTINELLO Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Participação, crítica do marxismo, campesiniato, abordagem das capacitações, democracia

Resumo

Através de elaborações teóricas de Amartya Sen em relação ao desenvolvimento, faz-se inicialmente críticas ao marxismo clássico no que concerne as suas concepções de rural e de campesinato. Apresentam-se na segunda seção do artigo, os pontos mais importantes e a contribuição das idéias de Sen. Ao longo do trabalho, outras bibliografias e perspectivas teóricas são utilizadas (autores como Vladimir I. Lênin, Alexander Chayanov e Karl Polanyi) na intenção de cruzar idéias e aprofundar a abordagem das capacitações, habilitações, expansão de liberdades e eliminação de privações. Apresenta-se, portanto, discussão teórica, primeiramente focada no campesinato e no segundo momento na perspectiva da (expansão de) liberdades como possibilidade de desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Souza MARTINELLO, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Geografia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2007), graduação em Licenciatura e Bacharel em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007), mestrado em Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010) e mestrado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Doutorando em Geografia, Universidade de São Paulo/USP (FFLCH).

Downloads