Redes ilegais e trabalho ilícito: comércio de drogas na região de fronteira de Corumbá/Brasil - Puerto Quijarro/Bolivia

Autores

  • Giovanni França OLIVEIRA Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Gustavo Villela Lima DA COSTA Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

Fronteira, comércio de drogas, economia ilegal

Resumo

Este artigo realiza uma pesquisa etnográfica na cidade de Corumbá na fronteira entre Brasil-Bolívia, com o objetivo de analisar algumas formas e modalidades de trabalho “ilegal” e suas dinâmicas fronteiriças específicas, a partir do trabalho dos comerciantes de drogas ilícitas da região. O comércio de drogas local que opera entre Ladário/ Corumbá e Puerto Quijarro/ Puerto Suarez apresenta alguns elementos que nos permitem discutir como a fronteira permite a possibilidade de capitalização rápida a partir deste comércio, que gera uma rede ampla de atores sociais transnacionais que trabalham com esse tipo de atividade. É na vida das ruas da cidade de Corumbá e das cidades bolivianas vizinhas que podemos enxergar as relações sociais envolvidas nessas modalidades de trabalho e a capilaridade deste fenômeno na vida dessas cidades de fronteira. Sendo assim, a partir de etnografia realizada, foi possível perceber que as modalidades de trabalho, consideradas ilegais pelo Estado não podem ser subestimadas em sua importância na economia local, com grande extensão e multiplicação de atores sociais implicados que usam o “diferencial fronteiriço” como um recurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovanni França OLIVEIRA, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2010) e atualmente é aluno do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Estudos Fronteiriços, da UFMS. Atua principalmente nos seguintes temas: fronteira, trafico de drogas, economia ilegal, controle e violência

Gustavo Villela Lima DA COSTA, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Possui graduação no Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), Mestrado em Antropologia Social pelo PPGAS/ Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004) e Doutorado em Antropologia Social pelo PPGAS/ Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Atua nas áreas de Antropologia Social, Meio Ambiente e Turismo e de Estudos Fronteiriços. Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no Departamento de Ciências Humanas e Letras e no Mestrado em Estudos Fronteiriços do Campus do Pantanal, em Corumbá.

Downloads