TRANSMIGRANTES ESTUDANTIS E AS “REDES DE CAMARADAGEM” COMO ESTRATÉGIA NA MOBILIDADE DE MOÇAMBICANOS NO BRASIL

Autores

  • Anna Ariane Araújo de Lavor UNIVATES
  • JANE MÁRCIA MAZZARINO UNIVATES

Palavras-chave:

MOBILIDADE, MOÇAMBICANOS, ASSOCIATIVISMO, INTEGRAÇÃO

Resumo

O Brasil é reconhecidamente um país multicultural, historicamente formado por imigrantes de diversas origens. Muitos chegam em busca de experiências estudantis. Uma das formas de enfrentar os desafios impostos pela mobilidade é a formação de grupos entre os estudantes. Diante da expressiva presença de africanos em mobilidade estudantil na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), busca-se avaliar como as redes de apoio afetam a experiência de mobilidade estudantil de um grupo de estudantes moçambicanos. A pesquisa é qualitativa e seu caráter é descritivo. O estudo baseia-se nas pesquisas bibliográfica e de campo, estando apoiada em entrevistas. Como resultado evidenciou-se que a associação estudantil oferece apoio, aconchego, ajuda na inserção social e no enfrentamento de preconceitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Ariane Araújo de Lavor, UNIVATES

Possui graduação em Direito pela Universidade Regional do Cariri, Licenciatura em Geografia pela UNIFAVENI, MBA (especialização) em Direito Civil e Processual Civil pela ESAB, mestrado e doutorado em Ambiente e Desenvolvimento pela UNIVATES. 

JANE MÁRCIA MAZZARINO, UNIVATES

Possui doutorado e mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2005), graduação em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1991). Bolsista Produtividade CNPq PQ2. Professora permanente do Programa de Pós-Graduação Ambiente e Desenvolvimento (PPGAD) da Universidade do Vale do Taquari - Univates - nota 5 Capes. Professora dos cursos de Comunicação Social, atuando principalmente em Jornalismo, na mesma instituição. Ministra oficinas de extensão focadas em processos criativos e transformação. Atua na área de Comunicação, aprofundando-se em temas como comunicação ambiental, educação ambiental, ecologia profunda, movimentos sociais, metodologias colaborativas, formação para a sustentabilidade.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Edição

Seção

Artigos