O TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS E A COVID-19 NO BRASIL: RUPTURAS E TRANSFORMAÇÕES

Autores

Palavras-chave:

Transporte de passageiros, Rede urbana, Geografia dos Transportes, Pandemia, COVID-19.

Resumo

O contexto pandêmico do novo coronavírus tornou a tarefa de compreender algumas atividades que engendram fluxos qualitativamente e quantitativamente diferentes no território brasileiro mais desafiadora. O transporte rodoviário de passageiros se constitui como uma dessas atividades e é um meio de deslocamento central na realidade nacional que sofreu rupturas e mudanças nas suas operações no cenário recente. Diante dessas breves considerações, este trabalho objetiva discutir o contexto da pandemia da COVID-19 e as implicações nos fluxos de passageiros no transporte regular de ônibus, tanto no nível interestadual quanto intermunicipal, através de alguns casos selecionados para a discussão. Com base num debate que recuperou as questões normativas e operacionais, o papel das redes urbana e rodoviária na dispersão do vírus, bem como a compreensão de formas fragmentárias de controle estatal no âmbito da atividade, chega-se às mudanças promovidas na atividade, muito mais guiadas pelos próprios agentes privados do que pela atenção do Estado nos seus níveis de regulação. Ao final, algumas questões sobre o papel fundamental da regulação no cenário pandêmico são expostas, o que demonstra uma fragilidade a ser superada no controle sobre um meio de transporte central no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-21

Edição

Seção

Artigos