Jac Leirner, uma questão de objeto

Autores

  • Danilo da Silva Calegari UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina

Resumo

No artigo que segue, a reflexão de duas séries (Os Cem e Pulmão, ambas de 1987) da artista Jac Leirner se baseia em seus procedimentos e na utilização de objetos comuns, externos ao âmbito artístico. Procura-se demonstrar dois movimentos: a transfiguração e a remissão; e os gestos da artista para compor seu trabalho. Evidencia-se a presença do objeto nas produções dos movimentos dos anos 1960: a Pop Art e o Minimalismo e os possíveis diálogos que os trabalhos de Jac Leirner tecem com estes dois movimentos. A reflexão é pautada em conceitos e escritos de artistas, críticos e filósofos tais quais, Arthur Danto, Donald Judd, Hélio Oiticica, Hal Foster, Lorenzo Mammì, Michel Foucault, Rosalind Krauss e outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo da Silva Calegari, UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina

Atualmente cursando o mestrado da linha de Teoria e História das Artes Visuais no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais do CEART, Udesc. Possui graduação em Letras Língua e Literatura Francesas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Um ano de mestrado em Didática Intercultural Francês Língua Estrangeira e Segunda (DIFLES) pela Université Marc Bloch (2006). Um ano e meio de graduação em Artes Visuais na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Downloads

Publicado

2016-07-31

Edição

Seção

Artigos