QUALIDADE DA DIETA DE IDOSOS NO BRASIL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2316-2171.70383

Palavras-chave:

Consumo de Alimentos, Inquéritos sobre dietas, Idoso.

Resumo

A difusão de padrões alimentares ditos “não saudáveis” são fatores de risco independentes para as Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Considerando essa importância, foi realizada uma revisão integrativa com o objetivo de analisar as evidências científicas atuais que retratam a qualidade da dieta do idoso no Brasil e seus fatores associados. O levantamento bibliográfico abrangeu publicações brasileiras, no período de 2011 a 2020, nas bases de dados LILACS e Pubmed, sendo selecionados ao final da pesquisa documental 18 documentos originais. Os resultados apontaram que a dieta da população idosa brasileira encontra-se monótona e pobre em nutrientes, sendo um potencial fator de risco para o desenvolvimento e/ou agravamento de doenças. Deve-se, portanto, enfatizar a importância do desenvolvimento de novos estudos, principalmente nas regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste, a fim de subsidiar o planejamento de políticas públicas voltadas à alimentação e nutrição desse grupo populacional. Ações concentradas nesse sentido poderão contribuir, sobremaneira, com a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida da população envelhecida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Gabriela Coêlho de Araújo, UFPE

Nutricionista. Especialista em Nutrição Clínica pelo Programa de Residência em Nutrição do Hospital Barão de Lucena. Mestranda em Gerontologia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Ilma Kruze Grande de Arruda, UFPE

Nutricionista. Professora titular na Área de Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco. Doutora em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco.

Alcides da Silva Diniz

Atualmente, é professor titular da Universidade Federal de Pernambuco, colaborador do Centro de Investigação em Micronutrientes (UFPb), do Instituto Materno Infantil de Pernambuco, e consultor ad hoc do UNICEF. É revisor dos periódicos Acta Amazonica (0044-5967), Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Revista de Saúde Pública / Journal of Public Health (0034-8910), Cadernos de Saúde Pública (FIOCRUZ) e Journal of Tropical Pediatrics. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Nutrição em Saúde Pública, atuando, principalmente, nas seguintes áreas de investigação: micronutrientes (ferro, zinco, vitamina A e ácido fólico); prevenção da cegueira de origem nutricional; desnutrição/obesidade e distúrbios do comportamento alimentar; doenças e agravos não transmissíveis; planejamento, gestão e avaliação de programas de intervenção em nutrição.

Luana Padilha Rocha, Prefeitura da Cidade do Recife

Fisioterapeuta. Especialista em Saúde da Família pelo Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Universidade Federal de Pernambuco. Mestre em Enfermagem e Educação em Saúde pela Universidade Federal de Pernambuco.

Suelane Renata de Andrade Silva, Universidade Federal da Paraíba

Possui Graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco (2004); Especialização em Residência em Nutrição Clínica no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira - IMIP pela Secretaria Estadual de saúde de Pernambuco (2006); Especialização em Saúde da Pessoa Idosa na Faculdade Internacional Signorelli (2013); Mestrado Acadêmico em Gerontologia, na linha de Pesquisa Envelhecimento e Saúde, do Centro de Ciências da Saúde na Universidade Federal de Pernambuco, desenvolvendo a dissertação com a temática HIV/AIDS e fatores associados ao risco nutricional (2017); Especialização em andamento em Nutrição, Envelhecimento e Longevidade pela faculdade Unyleya (2019); Doutorado em andamento em Enfermagem do Centro de Ciências da Saúde na Universidade Federal da Paraíba na linha de pesquisa Enfermagem e Saúde no Cuidado do adulto e do idoso.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

Araújo, J. G. C. de, Arruda, I. K. G. de, Diniz, A. da S., Rocha, L. P., & de Andrade Silva, S. R. (2021). QUALIDADE DA DIETA DE IDOSOS NO BRASIL. Estudos Interdisciplinares Sobre O Envelhecimento, 26(2). https://doi.org/10.22456/2316-2171.70383

Edição

Seção

Artigos