FATORES ASSOCIADOS À SOBRECARGA E QUALIDADE DE VIDA DE CUIDADORES DE IDOSOS COM DEMÊNCIA

Autores

  • Felipe Lima Rebêlo Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas/ Centro Universitário Cesmac https://orcid.org/0000-0001-5338-523X
  • Mário Jorge Jucá Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Clara Maria de Araújo Silva Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).
  • Alynne Iasmin Batista Santos Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).
  • João Victor Pereira Barbosa Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

DOI:

https://doi.org/10.22456/2316-2171.107194

Palavras-chave:

Cuidador. Idoso. Demência.

Resumo

O presente estudo objetivou analisar os fatores associados à sobrecarga e qualidade de vida de cuidadores de idosos com demência a partir das características do idoso e do cuidador. Trata-se de um estudo transversal, realizado na cidade de Maceió, Alagoas. A amostra foi composta por 170 indivíduos, 85 pares cuidador/idoso, sendo os idosos com diagnóstico de síndrome demencial e seus respectivos cuidadores principais. A coleta foi realizada por meio de entrevistas com aplicação de escalas validadas. Foi avaliada a sobrecarga e a qualidade de vida do cuidador, através da escala Zarit Burden Interview e do Whoqol-bref, respectivamente, e o estado cognitivo e capacidade funcional dos idosos com a Clinical Dementia Rating (CDR) e o Índice de Katz. Para os cuidadores, predominou o sexo feminino (88,2%), com média de idade de 51,9 (± 12,0), estado civil casado (55,3%), nível educacional acima de nove anos de estudo (77,6%) e renda per capita de até um salário (43,6%). A maior média de qualidade de vida foi encontrada no domínio físico e a menor no ambiental. Encontrou-se relação estatisticamente significativa entre a capacidade funcional e a sobrecarga. Correlação inversa estatisticamente significativa foi evidenciada entre sobrecarga e qualidade de vida. Os achados desta pesquisa sugerem que o declínio funcional dos idosos com demência mostrou exercer influência sobre a sobrecarga dos cuidadores principais, onde foi identificado maior sobrecarga com níveis intermediários de demência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Lima Rebêlo, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas/ Centro Universitário Cesmac

Fisioterapeuta, Especialista em Gerontologia, Mestre em Ciências, Doutorando em Ciências da Saúde.

Professor Assistente UNCISAL/ Núcleo de Saúde do adulto e do Idoso.

Mário Jorge Jucá, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Médico pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Doutor pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

Professor adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Alagoas 

Clara Maria de Araújo Silva, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Graduanda em Fisioterapia pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Alynne Iasmin Batista Santos, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Graduanda em Fisioterapia pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

João Victor Pereira Barbosa, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Graduando em Fisioterapia pela Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

Rebêlo, F. L., Jucá, M. J., Silva, C. M. de A., Santos, A. I. B., & Barbosa, J. V. P. (2021). FATORES ASSOCIADOS À SOBRECARGA E QUALIDADE DE VIDA DE CUIDADORES DE IDOSOS COM DEMÊNCIA. Estudos Interdisciplinares Sobre O Envelhecimento, 26(2). https://doi.org/10.22456/2316-2171.107194

Edição

Seção

Artigos