[1]
A. Carvalho e J. P. Macedo, “Insurreições femininas: resistências de mulheres quebradeiras de coco babaçu”, Rev. Polis e Psique, vol. 9, nº 3, p. 77–94, dez. 2019.