Teoria Mimética e vulnerabilidade do sujeito – Ou: René Girard, Sigmund Freud e Oswald de Andrade

Autores

  • João Cézar de Castro Rocha Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Esse artigo propõe um contraponto entre a teoria mimética de René Girard, as considerações freudianas sobre sujeito e a obra de Oswald de Andrade. O sujeito mimético coincide com o sujeito antropofágico oswaldiano, pois idêntica divisa poderia defini-los, transformando o alheio em próprio, e transformá-lo a tal ponto que as fronteiras entre o eu e o outro se confundem. Cada um a seu modo, Oswald de Andrade e René Girard assimilaram criativamente a lição freudiana, especialmente a leitura de Totem e Tabu (1913). O pensador e poeta brasileiro inverteu os termos da equação, descobrindo “a transformação permanente do Tabu em totem”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-10-25