[1]
E. C. Marin, J. F. M. Ribas, P. Parlebas, F. Stein, e A. de V. Crestani, “JOGOS TRADICIONAIS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL: manifestação pulsante e silenciada”, Movimento, vol. 18, nº 3, p. 73–94, jun. 2012.