A CONCEPÇÃO DO I SARAU DAS POÉTICAS INDÍGENAS POR UMA ANTROPÓLOGA-ESCRITORA

Deborah Goldemberg

Resumo


Adotando a abordagem da antropologia interpretativa, o artigo narra a experiência de uma antropóloga-escritora no contato com o universo da literatura e poesia indígena no Brasil, que inspirou-a na concepção do I Sarau das Poéticas Indígenas, da Casa das Rosas, como um evento para reunir índios, escritores indígenas e indianistas de diversas origens, clássicos e contemporâneos. Discute a questão da função social da poesia & prosa e sua independência do contexto cultural e conclui por falar de “poéticas”, pois não cabe apenas uma única poética, a ocidental, Aristóteleana, mas a diversidade delas que vive na história oral e no ritual indígena, elaborada ou não, mas tendo em comum a inventividade e o encantamento com a palavra e suas possibilidades.

Palavras-chave


poética; poesia; embeddedness; indígena

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.8317

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA