UMA IDENTIDADE MUNICIPAL DESAFIADA: ANÁLISE DO CONFLITO EM TORNO DO COMÉRCIO REALIZADO POR INDÍGENAS EM UMA CIDADE DA SERRA GAÚCHA

Juliane Bazzo

Resumo


O artigo aborda o conflito em torno do comércio realizado por indígenas Kaingang em um município turístico da Serra Gaúcha, sob a luz do processo sócio-histórico de elaboração da identidade emblemática da cidade. A despeito do poder público e de outros segmentos sociais locais confrontarem as atividades mercadológicas dos índios com a justificativa de uma necessária regulação comercial, advoga-se aqui que o embate encontra explicação mais profunda no choque que estabelece com uma identidade citadina representativa, centrada na ideia de uma mescla étnica bem-sucedida, propiciada pela colonização alemã e italiana. O abalo identitário ocorre não apenas pela presença dos indígenas na cidade, mas também pela forma de comércio por eles realizada, classificada enquanto ambulante, bem como pelo tipo de produto vendido, caracterizado como industrializado de origem asiática. A partir dessa discussão central, outros contrastes identitários históricos e/ou contemporâneos são problematizados.

Palavras-chave


Antropologia urbana; Indígenas em cidades; Conflitos espaciais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.51124

Qualis Área de Avaliação Classificação ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA B1 CIÊNCIAS AMBIENTAIS B2 COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO B2 DIREITO B3 EDUCAÇÃO B3 HISTÓRIA B3 INTERDISCIPLINAR B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 LINGUíSTICA E LITERATURA B2 MEDICINA II B5 PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA B3 PSICOLOGIA B3 SOCIOLOGIA