A CERÂMICA DE PUCARÁ NO PERU: MATERIALIDADE DA MEMÓRIA

Autores

  • Danielle Araújo

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.50650

Palavras-chave:

cultura material, cerâmica, memória.

Resumo

Este artigo tem como objetivo tecer algumas considerações sobre memória e objetos pré-hispânicos ou, ainda, a memória dos objetos pré-hispânicos. A proposta foi elaborada a partir da pesquisa de campo, quando investiguei a relação dos objetos de cerâmica com a cosmologia andina. Minhas reflexões transitam entre os objetos pré-hispânicos e a imagem que eles projetam quando são “operacionalizados”(apropriados) pela indústria do turismo, em detrimento da relação que os artesãos produtores dos objetos estabelecem com os mesmos. Para os produtores, os objetos são a materialização da memória, representam e ao mesmo tempo agenciam práticas e concepções cosmológicas. A cultura material, no caso, a produção de objetos pré-hispânicos, narra um passado idealizado que é operacionalizado pela memória coletiva, ao passo que a agentiva é polissêmica,“significada” (inscrita) nas relações sociais. Essa perspectiva de análise não desconsidera as políticas de Estado e, sobretudo, de mercado e “comercialização do passado”, tornando-o cada vez mais “exotizado” (exótico) e idealizado, tampouco esgota as inúmeras possibilidades de análises. No primeiro momento, apresentarei o Distrito de Pucará e alguns objetos que combinam e harmonizam a materialidade, a imagem, a história, a memória e o imaginário (do lugar, da comunidade). Na sequência, apresento as lógicas cosmológicas que animam os objetos e a convivialidade nos Andes. Posteriormente, concluo com uma análise transversal entre o que denomino de memória material e as imagens que alimentam a sua produção, analisando um objeto da cerâmica andina: o “torito de Pucará”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-25

Como Citar

ARAÚJO, D. A CERÂMICA DE PUCARÁ NO PERU: MATERIALIDADE DA MEMÓRIA. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 8, n. 2, p. 152, 2014. DOI: 10.22456/1982-6524.50650. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/50650. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS