"CAMINHAR PELOS PRÓPRIOS CAMINHOS": A PERSISTÊNCIA DOS INDÍGENAS DA SERRA NEVADA DE SANTA MARTA (COLÔMBIA) NOS CAMINHOS DA “CULTURA PRÓPRIA”

Autores

  • Patricia Lora León Universidade Estadual de Campinas - Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.38279

Palavras-chave:

Pensamento ameríndio, filosofia política, cosmopolítica, povos indígenas (Colômbia).

Resumo

O objetivo deste artigo é descrever “os caminhos próprios” do pensamento de quatro povos indígenas da Colômbia (Kogi, Wiwa, Arhuaco e Kankuamo) através das narrativas que apelam aos princípios e dispositivos a partir dos quais opera a cultura própria. Discuto o sentido que a cultura própria detém para “a comunicação essencial” indígena com a diversidade física e espiritual do universo. Aponto como desde o sentido da comunicação imbuído em Yuluka - princípio que atravessa e acompanha o sentido de ser e do agir indígena - articulam-se outros elementos fundamentais para o pensamento e a cultura própria (Alúna e Sewá), os quais possibilitam ao homem cumprir a sua missão originária do cuidado e da ligação permanente entre tudo quanto existe no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Lora León, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp

Possui graduação em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Central de Bogotá (Colômbia) e mestrado em Pesquisa Social Interdisciplinária pela Universidade Distrital de Bogotá (Colômbia). Atualmente é doutoranda no Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Unicamp. Tem experiência em pesquisa social interdisciplinária com ênfase em comunicação, jornalismo, direitos humanos, cultura política, filosofia política e ética aplicada, atuando recentemente nos seguintes temas: etnologia indígena, filosofia política, pensamento ameríndio, cosmopolítica e descolonização epistêmica.

Downloads

Publicado

2013-06-29

Como Citar

LEÓN, P. L. "CAMINHAR PELOS PRÓPRIOS CAMINHOS": A PERSISTÊNCIA DOS INDÍGENAS DA SERRA NEVADA DE SANTA MARTA (COLÔMBIA) NOS CAMINHOS DA “CULTURA PRÓPRIA”. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 170, 2013. DOI: 10.22456/1982-6524.38279. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/38279. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS