RESPOSTA À DIVERSIDADE: POLÍTICAS AFIRMATIVAS PARA POVOS TRADICIONAIS, A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Autores

  • Jane Felipe Beltrão UFPA
  • Mainá Jailson Sampaio Cunha

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.21822

Palavras-chave:

ações afirmativas, ensino superior, diversidade cultural, povos indígenas.

Resumo

Estudo sobre o Programa de Reserva de Vagas para povos indígenas na Universidade Federal do Pará enquanto ação de caráter afirmativo. Para entender os contextos e as interpretações acerca da implantação de políticas afirmativas no ensino superior, sobretudo as que contemplam a diversidade cultural. A pesquisa reflete sobre: (1) os objetivos da política; (2) os argumentos dos sujeitos envolvidos; (3) a conduta institucional; e (4) os benefícios e os entraves para efetivo funcionamento do programa. Compreende-se a reserva de vagas e o acesso de povos indígenas ao ensino superior como vitória do movimento indígena, que traz benefícios para os indígenas/estudantes, que adquirem conhecimento de qualidade. O desafio que permanece é desenvolver políticas capazes de enfrentar as resistências institucionais e sociais à implantação do programa, afora atender as demandas dos indígenas que ingressam na Universidade em face dos percalços a serem superados durante a trajetória acadêmica até a conclusão do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-20

Como Citar

BELTRÃO, J. F.; CUNHA, M. J. S. RESPOSTA À DIVERSIDADE: POLÍTICAS AFIRMATIVAS PARA POVOS TRADICIONAIS, A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 5, n. 3, p. 10, 2011. DOI: 10.22456/1982-6524.21822. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/21822. Acesso em: 25 set. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS