A IMAGEM CONTRA A PURA REPRESENTAÇÃO: CORPOS, ALMAS E COSMOPOLÍTICA NA AMAZÔNIA

Autores

  • Leif Grunewald UFF/PPGA

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.20873

Palavras-chave:

alma, imagem, Amazônia, perspectivismo ameríndio.

Resumo

Um olhar sobre a noção de alma, conforme apresentada em um conjunto de etnografias sobre povos ameríndios, nos revela uma curiosa relação entre ‘alma’ e ‘imagem’, tratando-as como imagens corporais muito particulares dotadas da capacidade de se relacionar com variados centros de agência não humanos. Estas relações, como se sabe, são perigosas, uma vez que se corre eminente o risco da alma ser capturada ou agredida por formas de alteridade não humanas. Isso, claro, de um lado. De outro, as mesmas relações têm papel importante no xamanismo e na nominação. Este ensaio pretende, então, ampliar a compreensão sobre que tipo de imagem é esta chamada de alma nas paisagens amazônicas e como ela pode ser concebida como uma imagem que se furta à representação do corpo físico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leif Grunewald, UFF/PPGA

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Espírito Santo, Mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal Fluminense e Doutorando em Antropologia Social na mesma instituição. Tem interesse em Etnologia Indígena e as relações entre almas e corpos, e no perspectivismo ameríndio.

Downloads

Publicado

2011-12-29

Como Citar

GRUNEWALD, L. A IMAGEM CONTRA A PURA REPRESENTAÇÃO: CORPOS, ALMAS E COSMOPOLÍTICA NA AMAZÔNIA. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 5, n. 3, p. 161, 2011. DOI: 10.22456/1982-6524.20873. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/20873. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

ENSAIOS BIBLIOGRÁFICOS