A REPRESENTAÇÃO INDÍGENA GUARANI EM LIVROS MEMORIALISTAS

Autores

  • Caroline Hermínio Maldonado Universidade Católica Dom Bosco
  • Antônio Jacó Brand UCDB

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.12357

Palavras-chave:

Guarani, Representação, Memorialistas, Mato Grosso do Sul

Resumo

As obras de autores memorialistas, pesquisadas neste trabalho, retratam o modo de vida guarani e os conflitos envolvendo disputas territoriais, entre o século XVIII e meados do século XX. Relatam experiências e buscam opinar sobre a relação entre indígenas e migrantes, como os próprios autores, que vieram para o sul do então Mato Grosso por motivos de trabalho e à procura de terras produtivas. A partir destas obras entende-se como conseguiram ocultar os indígenas da história regional e justificar seus juízos sobre essa população, considerando-a sem cultura e sem organização social. A pesquisa permite compreender o fenômeno da invisibilidade a que estão sujeitos, não somente os Guarani, mas os demais povos indígenas que habitam hoje o Estado do Mato Grosso do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Hermínio Maldonado, Universidade Católica Dom Bosco

Graduanda em Comunicação Social (Jornalismo) na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), bolsista de iniciação científica (CNPq) e estagiária no Núcleo de Estudos e Pesquisas das Populações Indígenas (Neppi/UCDB).

Downloads

Publicado

2010-06-22

Como Citar

MALDONADO, C. H.; BRAND, A. J. A REPRESENTAÇÃO INDÍGENA GUARANI EM LIVROS MEMORIALISTAS. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 4, n. 1, p. 31, 2010. DOI: 10.22456/1982-6524.12357. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/12357. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS