ÑANDUTI

HISTÓRIA E LENDAS DE UMA PRÁTICA CULTURAL DO POVO PARAGUAIO.

Autores

Resumo

Este artigo tem por objeto a renda Ñanduti, manifestação do artesanato ancestral produzido por mulheres paraguaias. O objetivo foi analisar a origem da renda e sua associação às lendas do povo guarani. A relevância do estudo se dá pela singularidade desse artesanato. O referencial teórico envolveu a categoria de análise organização técnica do trabalho artesanal, a partir de estudo desenvolvido por Alves. O levantamento de informações explorou fontes primárias como registros fotográficos, documentos e entrevistas semiestruturadas com artesãs de Bella Vista Norte. Dentre as fontes secundárias, foram fundamentais os estudos sobre práticas culturais de Bayard e de Chaves. Sobre a renda Ñanduti as fontes secundárias se cingiram aos estudos de Plá e Gonzáles, Roquete Pinto, Sanjurjo. Quanto à origem da renda, a pesquisa permitiu concluir que está ligada à chegada dos colonizadores espanhóis ao Novo Mundo. Desde então, passou a fazer parte das lendas que permeiam a cultura no Paraguai. Foram analisados o processo de chegada da renda ao país, seu desenvolvimento e transformações, em especial no pós-guerra da Tríplice Aliança, e sua celebração como patrimônio imaterial do Paraguai.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dayse Centurion Silva, ANHANGUERA-UNIDERP

Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional pela Universidade Anhanguera - UNIDERP, Mestre em Educação diplomada pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS na área de concentração: Formação de Educadores, graduada em Biologia pela Universidade Católica Dom Bosco- UCDB e graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional – UNINTER. Especialista em Gestão Escolar pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS e Especialista em Coordenação Pedagógica – Faculdade Campos Elíseos - FCE. Atualmente atuando como técnica da Gerência de Planejamento na Secretaria Municipal de Educação de Educação de Campo Grande/MS- SEMED. Sou Professora visitante dos cursos de Pós Graduação em Coordenação Pedagógica, Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres - IEPAT e Pós Graduação de Educação Especial Inclusiva, FATECE- UNIMES.

Gilberto Luiz Alves, ANHANGUERA-UNIDERP

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1981), doutorado (1991) e estudos de pós-doutorado em Educação (1998) pela Universidade Estadual de Campinas. Professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1973-1998), desenvolveu atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de Educação, especialmente em História da Educação. Vem realizando pesquisas sobre escola pública moderna no Brasil e organização do trabalho didático. Desde 2008 é professor pesquisador da Universidade Anhanguera-Uniderp e estuda os impactos culturais e ambientais decorrentes de propostas de desenvolvimento regional formuladas por órgãos governamentais, não governamentais e movimentos sociais.

Downloads

Publicado

2022-04-30

Como Citar

SILVA, D. C.; ALVES, G. L. ÑANDUTI : HISTÓRIA E LENDAS DE UMA PRÁTICA CULTURAL DO POVO PARAGUAIO. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 47–65, 2022. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/122930. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS