GÊNERO, ADOLESCÊNCIA E MÚSICA: UM ESTUDO DE CASO NO ESPAÇO ESCOLAR

Helena Lopes da Silva

Resumo


O presente artigo trata-se de um estudo de caso com adolescentes sobre a música na construção da identidade de gênero no espaço escolar. Como campo empírico foi escolhida uma turma de 8ª série de uma escola pública do Ensino Fundamental de Porto Alegre. A metodologia de investigação privilegiou as técnicas de entrevista e observação participante. Tomando como referencial teórico, autores que trabalham no campo de gênero, escola e educação musical numa perspectiva relacional (Scott, 1995; Louro, 1999), este estudo analisa a construção da identidade de gênero revelada pelas preferências musicais e pelos usos simbólicos que os alunos fazem da mídia (Green, 1997; Valdivia/Bettivia, 1999). Os dados obtidos nesta pesquisa revelaram que as preferências musicais dos adolescentes são ativas e dinâmicas e estão relacionadas com as diferenças de gênero socialmente construídas. A escola atual, ainda procura reforçar, no seu papel de produtora de sujeitos, as concepções generificadas de meninos e meninas.

Palavras-chave


Preferências musicais, Gênero, Adolescentes

Texto completo:

PDF


Index: LAPTOC: Latin American Periodicals Tables of Contents; Latindex.