Parasitismo por Lernaea cyprinacea em Astyanax bimaculatus provenientes de um açude no município de Antonio Prado, Rio Grande do Sul

Authors

  • Miguel Gallio UFSM
  • Aleksandro Schafer da Silva UFSM
  • Silvia Gonzalez Monteiro UFSM

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-9216.15973

Keywords:

Lernaea cyprinacea, Astyanax bimaculatus, Copépode, Pscicultura

Abstract

A

 

Lernaea cyprinacea é um crustáceo copépode que causa lesão no tegumento do peixe, o que acarreta um aspecto repugnante. Esse fator inviabiliza o peixe para consumo humano, trazendo prejuízos para a piscicultura. O objetivo deste estudo foi relatar o parasitismo por L. cyprinacea em Astyanax bimaculatus (lambari). Foram necropsiados vinte peixes provenientes de um açude da região nordeste do Rio Grande do Sul. Os parasitos foram removidos manualmente, montados em lâmina de vidro e identificados baseando-se nas características morfológicas da fêmea. Todos os peixes analisados apresentavam-se parasitados pelo copépode L. cyprinacea. Os lambaris apresentavam lesões no local de fixação dos parasitos, possivelmente devido ao grande número de crustáceos por peixe. Observou-se nos lambaris uma infestação de 12-39 parasitas. É preocupante a presença do verme âncora em um ambiente natural da região, pois essa espécie exótica pode disseminar-se e parasitar outras espécies de peixes.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Miguel Gallio, UFSM

Aleksandro Schafer da Silva, UFSM

 

 

Bolsista de Iniciação Cientifica, Curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria – RS/Brasil.

Silvia Gonzalez Monteiro, UFSM

 

 

Departamento de Microbiologia e Parasitologia da UFSM.

Published

2018-03-30

How to Cite

Gallio, M., Silva, A. S. da, & Monteiro, S. G. (2018). Parasitismo por Lernaea cyprinacea em Astyanax bimaculatus provenientes de um açude no município de Antonio Prado, Rio Grande do Sul. Acta Scientiae Veterinariae, 35(2), 209–212. https://doi.org/10.22456/1679-9216.15973

Issue

Section

Short Communication

Most read articles by the same author(s)

> >>