Ciclos da Sulanca: temporalidades e territorialidades do trabalho com vestuário em Caruaru-PE-BR

Wecisley Ribeiro do Espírito Santo

Resumo


Resumo: O artigo traz um fragmento do universo social de trabalhadoras e trabalhadores do setor de vestuário em Caruaru, Pernambuco, Brasil. Realizei trabalho de campo etnográfico, entre os anos de 2009 e 2013, tendo feito uma revista em 2019. Apresento aqui temporalidades e territorialidades produzidas pelo trabalho. Trata-se de pensar de forma articulada duas escalas distintas de temporalização dos ciclos da sulanca (este termo nativo abrangente referido à produção e circulação de roupas e outros objetos, no Agreste de Pernambuco). Dois níveis da organização temporal do trabalho que coincidem em parte com o calendário anual dos "grandes eventos" da cidade, por um lado, e com a periodicidade da feira da sulanca, por outro. Tais temporalidades se relacionam com configurações do espaço, plasmando territórios por onde circulam objetos e nos quais pessoas e grupos se relacionam. Pretende-se demonstrar de que maneira estas temporalidades e territorialidades condicionam o ritmo e a intensidade da produção, como de resto, a vida mesma dos trabalhadores.

Palavras chave: Sulanca. Tempo. Território. Trabalho. Feira

 

SULANCA CYCLES: temporalities and territorialities of clothing work in Caruaru-PE-BR

Abstract: The article brings a fragment of the social universe of clothing workers in Caruaru (Pernambuco, Brazil).  I did ethnographic field work, between 2009 and 2013, having made a revisit in 2019. I present here temporalities and territorialities produced by the work. It is a question of articulating two distinct scales of temporalization of the sulanca cycles (this broad native term referring to the production and circulation of clothing and other objects in the Pernambuco Agreste).  These two levels of the temporal organization of work coincide in part with the annual calendar of the city's "big events", on the one hand, and the periodicity of the sulanca's marketplace, on the other.  Such temporalities relate to configurations of space, shaping territories through which objects circulate and in which people and groups relate. It is intended to demonstrate how these temporalities and territorialities condition the rhythm and intensity of production, as indeed the workers' lives.

Keywords: Sulanca. Time.  Territory.  Work.  Marketplace


Palavras-chave


Sulanca. Tempo. Território. Trabalho. Feira.

Texto completo:

76-95 PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Rio de Janeiro : Jorge Zahar Ed, 1997.

BRENNER, Suzanne April. The domestication of desire: women, wealth, and modernity in Java. New Jersey: Princeton University press, 1998.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador: uma história dos costumes. Volume 1. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 1994.

KOPYTOFF, Igor. “The cultural biography of things: commoditization as process”. In: APPADURAI, Arjun. The Social Life of Things: Commodities in Cultural Perspective. Cambridge: Cambridge University Press. pp. 64-91,1986.

MARQUES, Ana Claudia. Intrigas e Questões: vinganças de família e tramas sociais no sertão de Pernambuco. Rio de Janeiro: Relume Dumará: UFRJ, Núcleo de Antropologia da Política, 2002.

SENNET, Richard. A corrosão do caráter: consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2005.

UFPE. Estudo de Caracterização Econômica do Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco. Recife: Relatório final apresentado ao SEBRAE-PE, 2003.

WOLF, Eric. Antropologia e poder. São Paulo: Editora UNICAMP, 2003.




DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.97848

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191