Sabores da memória e da tradição em Baú de ossos, de Pedro Nava

Maria Alice Ribeiro Gabriel

Resumo


Resumo: A natureza e disponibilidade de fontes primárias ainda é matéria controversa para antropólogos, sociólogos e historiadores voltados ao tema da alimentação como prática cultural e social, a princípio, por motivo de muitas dessas fontes serem inacessíveis, escassas ou inexistentes. Este estudo pretende distinguir as Memórias de Pedro Nava como relevante fonte de pesquisa para a história e sociologia da alimentação.

O objetivo é examinar de modo comparativo excertos de Baú de ossos (1972) relacionando-os a obras de Edison Carneiro, Jean-Pierre Poulain, Câmara Cascudo, Gilberto Freyre, Robert Zussman e às reminiscências de Joaquim Manuel de Macedo, José de Alencar e Renato Almeida. A análise indica que memórias podem gerar ampla base de informes, fontes e dados ao pesquisador e historiador da alimentação.

Palavras-chave: Pedro Nava. Memórias. Culinária. Alimentação.

 

 

Abstract: The nature and availability of primary sources remains a controversial subject for anthropologists, sociologists and historians devoted to the theme of food as cultural and social practice, due to the previous inaccessibility of many of these sources, that may be scarce or non-existent. The aim of this study is to distinguish Pedro Nava’s Memoirs as a revelevant source of research to explore the history and sociology of food. The objective is to examine comparatively excerpts of Baú de ossos (1972) in relation to the works of Edison Carneiro, Jean-Pierre Poulain, Câmara Cascudo, Gilberto Freyre, Robert Zussman and the literary reminiscences of Joaquim Manuel de Macedo, José de Alencar and Renato Almeida. The analysis indicates that memoirs can display a wide range of data, information and sources for the food historian and researcher.

Keywords: Pedro Nava. Memoirs. Culinary. Feeding.


Palavras-chave


Pedro Nava. Memórias. Culinária. Alimentação.

Texto completo:

366-380 PDF

Referências


ALENCAR, José Martiniano de. O sertanejo. São Paulo: Editora Cultrix, 1969.

ALMANAK LAEMMERT: administrativo, mercantil e industrial (RJ) -1891-1940. Hemeroteca Digital Brasileira: Biblioteca Nacional Digital, Brasil. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=313394&pagfis=36893&url=http://memoria.bn.br/docreader#. Acesso em: 19/07/2019.

ARAÚJO, Alceu Maynard. Ciclo agrícola: calendário religioso e magias ligadas à plantação. São Paulo: Departamento de Educação e Cultura, 1957.

AZEVEDO, Aluísio. O mulato. São Paulo: Martin Claret, 2002.

BONOMO, Juliana Resende. O tabuleiro afro-brasileiro: o abastecimento alimentar e a resistência das quitandeiras negras no Brasil do século XVIII. Anais eletrônicos do XXII Encontro Estadual de História da ANPUH-SP, Santos, 2014. Disponível em: http://www.encontro2014.s:anpuh.org/resources/anais/29/1405976865_ARQUIVO_OTABULEIROAFROanpuhsantos.pdf. Acesso em: 19/07/2019.

BRAGA, Isabel Drummond. A mesa conventual e os sabores da América. In: RIBEIRO, Cilene Gomes; SOARES, Carmen. Odisseia de sabores da Lusofonia. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2015a, p.169-182.

BRAGA, Isabel Drummond. Sabores & segredos: receituários conventuais portugueses da época moderna. São Paulo: Annablume, 2015b.

CARNEIRO, Edison. Folguedos tradicionais. Rio de Janeiro: Edições Funarte, 1982.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d.

FREYRE, Gilberto. Açúcar. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 1981.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e mucambos. Rio de Janeiro: Record, 1996.

GABRIEL, Maria Alice Ribeiro; SANTOS, Luciane Alves. Imaginação, memória e sabores em Baú de ossos. O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira, v. 28, nº 2, p. 75-96, 2019.

MACEDO, Joaquim Manuel. Memórias da Rua do Ouvidor. Brasília: Edições do Senado Federal, 2005.

POULAIN, Jean-Pierre. Sociologies de l’alimentation: les mangeurs et l’espace social alimentaire. Paris: Presses universitaires de France, 2002.

RODRIGUES, Maria de Fátima Ferreira. Imaginários e Territórios: representações da natureza, natureza das representações no romance O Sertanejo de Alencar. In: SERPA, Angelo (org.). Espaços culturais: vivências, imaginações e representações. Salvador: EDUFBA, 2008: 255-289.

SPIX, Johann Baptist Von; MARTIUS, Karl Friedrich Philipp Von. Viagem pelo Brasil. Volume 1. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1938.

ZERON, Carlos Alberto Ribeiro de Moura. Introdução. In: BRUNO, Ernani Silva. Equipamentos, usos e costumes da casa brasileira: alimentação. São Paulo: Museu da Casa Brasileira, 2001, p. 31-41.

ZUSSMAN, Robert. Autobiographical occasions: introduction to the special issue. Qualitative sociology, v. 23, n. 1, : 5-8, 2000. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1023/A:1005447331522. Acesso em: 19/07/2019.




DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.96467

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - NUPECS/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191